Última hora

Última hora

Tragédia na Loveparade: "a multidão queria refugiar-se no nosso jardim"

Em leitura:

Tragédia na Loveparade: "a multidão queria refugiar-se no nosso jardim"

Tamanho do texto Aa Aa

Quase um milhão e meio de pessoas estavam ontem concentradas em Duisburg, uma cidade de apenas 400 mil habitantes.

Um dia depois da tragédia que abalou o festival de música techno “Loveparade”, muitas questões permanecem em aberto quanto à responsabilidade da organização do evento e das autoridades.

Duas habitantes da rua, junto ao túnel onde ocorreram os incidentes, testemunham:

“Quando fecharam o túnel para tentar controlar a zona, muitas pessoas tentaram subir para o nosso jardim. Tivemos que utilizar os cães e pás e tudo o que encontrávamos para manter as pessoas afastadas, com a ajuda dos seguranças que tinham perdido o controlo da multidão. Queríamos evitar que aquela gente toda subisse para o jardim”.

“Nessa altura estavamos preocupadas com a nossa segurança, mas quando soubemos o que se passou, cancelamos logo a festa, porque não fomos capazes de fazer nada para ajudar”.

Vários líderes alemães, europeus e internacionais já apresentaram condolências aos familiares das vítimas.