Última hora

Última hora

Organizadores do "Love Parade" debaixo de fogo

Em leitura:

Organizadores do "Love Parade" debaixo de fogo

Tamanho do texto Aa Aa

A imprensa alemã acusa os organizadores do festival de música electrónica, Love Parade, de negligência.

A edição on-line do Der Spiegel revela que, apenas, foi autorizada a entrada a 250.000 pessoas. Mas poucos minutos antes da tragédia a organização contava receber 1,4 milhões de participantes.

O pânico no túnel de acesso ao festival provocou 19 mortos e 342 feridos. No local, a dor e a consternação são ainda evidentes.

Muitos responsabilizam a autarquia de Duisburgo, oeste da Alemanha, que segundo alguns jornais terá rejeitado o plano de segurança proposto pelos bombeiros. Mas há também quem aponte o dedo à polícia.

Um alemão considera que “não é correcto criticar as autoridades” e defende que “o evento deveria ter sido planeado de uma forma diferente.”

“Creio que a culpa é dos organizadores. Esta área é demasiado pequena. Esta é a minha opinião. Como é que alguém pode pensar pôr aqui um milhão e quatrocentas mil pessoas.” afirma outro cidadão.

O túnel com 200 metros de cumprimento e 30 de largura era o único acesso ao local.

O Ministério Público de Duisburgo confiscou a documentação sobre o licenciamento do festival. Os organizadores anunciaram, entretanto, o fim do evento.