Última hora

Última hora

Coreanos celebram aniversário do armistício de 1953

Em leitura:

Coreanos celebram aniversário do armistício de 1953

Tamanho do texto Aa Aa

As Nações Unidas e a Coreia do Sul festejaram o aniversário do armistício que pôs fim à guerra da Coreia sob o olhar dos militares do vizinho do Norte – isto numa altura em que paira o fantasma de uma nova guerra.

Foi na zona desmilitarizada que separa as duas Coreias que se fizeram as celebrações. Continuam, entretanto, o exercícios militares conjuntos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul, no mar do Japão.

Do outro lado da fronteira, em Pyongyang, o armistício foi também celebrado, mas num espírito diferente, com uma cerimónia de homenagem aos mortos na guerra.

A guerra da Coreia eclodiu em 1950, com a invasão do Sul, pró-ocidental, pelas tropas do Norte, pró-comunista. A ilha tinha sido dividida pelos aliados no fim da Segunda Guerra Mundial.

Ao fim de três anos de combate, as tropas norte-coreanas renderam-se às forças da ONU, compostas sobretudo por norte-americanos. O armistício foi assinado a 27 de Julho de 1953.

Em Seul, os sul-coreanos assinalaram a data com novas manifestações contra o Norte. Num gesto que se tem tornado habitual, os manifestantes lançaram balões, em direcção ao outro lado da fronteira, com panfletos contra o regime de Pyongyang.