Última hora

Última hora

Festival de Verbier reúne jovens talentos da música clássica

Em leitura:

Festival de Verbier reúne jovens talentos da música clássica

Tamanho do texto Aa Aa

Artistas em ascensão e alguns dos maiores músicos mundiais encontram-se no Festival de Verbier.

A jovem pianista chinesa Yuja Wang abriu a 17ª edição.

Com 23 anos, pianista por excelência, e com os pés assentes no chão, orgulha-se do encontro com outros músicos.

YUJA WANG, pianista: “Somos todos músicos malucos e estamos aqui nesta pequena vila e começamos a conhecer-nos uns aos outros. Todos os grandes nomes que aparecem pessoalmente para falar contigo. São simpáticos e malucos. Por isso é mesmo muito divertido. É sem dúvida o melhor sítio para se estar no verão”

Durante 17 dias, a música é o principal atractivo desta pequena vila, nos Alpes suíços.

O aspecto único deste Festival é a orquestra. Jovens músicos entre os 17 e os 29 anos tocam e ensaiam aqui. Trabalham sob a batuta do famoso maestro Charles Dutoit, Director musical da orquestra do festival de Verbier.

CHARLES DUTOIT, Maestro: “É sempre muito emocionante, especialmente com uma orquestra internacional como é o caso desta, em Verbier. Os jovens que pouco ou nada se conhecem vão ensaiar dentro de poucos dias com tutores individuais, para os preparar para um ensaio em conjunto e integrá-los em poucos dias”.

Entre eles partilham a paixão pela música.
Os ensaios acontecem normalmente de dia. E quando estão livres, alguns músicos dão concertos à noite.

O americano Joe Assi é um dos membros mais experientes. Tem 24 anos, toca trompa e é a terceira vez que está em Verbier.

JOE ASSI, trompista: “Esta orquestra tem imensa energia. Embora às vezes possa ser um pouco insegura consegue imperar com o apoio dos mais velhos aos mais novos. Funciona realmente muito bem porque temos a experiencia e a energia para revelar o poder desta orquestra fantástica.”

Não há dúvidas que os Alpes servem aqui de inspiração.

As candidaturas chegam do mundo inteiro. Só alguns jovens talentos são escolhidos. Músicos de 20 países reúnem forças.

Entre eles está a violinista suíça, Aurélie Matthey. O sonho antigo, apesar dos 21 anos, passa por se tornar solista de uma grande orquestra. Até lá vai ganhando experiência.

AURÉLIE MATTHEY, violinista: “Somos 100 músicos a trabalhar juntos, comemos juntos e saímos durante um mês. Esta oportunidade cria laços excepcionais que nunca vou esquecer.”

Verbier é também um lugar especial para Yuja Wang. Depois de ter tocado aqui pela primeira vez há três anos, ela assinou um contrato exclusivo com uma companhia discográfica.

YUJA WANG, pianista: “Adoro tocar com orquestras em festivais porque são jovens como nós, têm imensa energia e apanham o jeito facilmente. Outra coisa boa em Verbier é poder tocar com todos estes músicos extraordinários. Isso faz-me sentir que posso tocar ainda melhor e dialogar com eles através da música.”

As peças que ouvimos durante esta edição de Música pertencem a:

Sergei Prokofiev: Concerto para Piano nº 2 em Sol menor op.16

Gustav Mahler: Sinfonia nº1 em Ré maior “Titã”

www.medici.tv