Última hora

Última hora

Fiat pressiona trabalhadores

Em leitura:

Fiat pressiona trabalhadores

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de trabalhadores da Fiat manifestaram-se esta quarta-feira à porta da fábrica em Turim, Itália.

Os manifestantes protestaram contra a possibilidade de se desviar parte da produção para a Sérvia.

O presidente executivo avançou com esta possibilidade como medida para contrariar as perdas da Fiat Itália.

Sergio Marchionne afirmou que só com a alteração do contrato laboral é que a empresa poderá voltar aos lucros naquele país.

O governo italiano, pela voz do ministro do trabalho, defendeu que todas as alterações laborais devem ser estudadas e aprovadas em comum acordo, afirmando que não devem ser tomadas medidas unilaterais.

Cerca de 5 mil e oitocentos trabalhadores da fábrica de Mirafiori, em Turim, temem que o desvio da produção dos modelos Fiat Multipla e Lancia Musa para a Sérvia ponha em causa os postos de trabalho.

O primeiro-ministro, Sílvio Berlusoni, viu-se forçado a comentar a situação e espera que esta não agrave os números do desemprego na Itália.