Última hora

Última hora

Ministro do trabalho francês interrogado mais de 8 horas pela polícia

Em leitura:

Ministro do trabalho francês interrogado mais de 8 horas pela polícia

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de oito horas, foi quanto durou o interrogatório da polícia financeira francesa ao ministro do Trabalho. Eric Woerth foi questionado no quadro do caso da multimilionária Liliane Bettencourt, suspeita de evasão fiscal.

Não foram para já revelados detalhes do testemunho, que decorreu no próprio ministério.

Woerth terá respondido a questões sobre o suposto financiamento ilegal do partido governante, por parte da herdeira do império L’Oréal, quando era tesoureiro da União para um Movimento Popular.

Também terá sido interrogado pela forma como a esposa arranjou um emprego na empresa que gere a fortuna de Bettencourt, na época em que era ministro do Orçamento. Woerth terá respondido ainda sobre o alegado tratamento fiscal preferencial atribuído à multimilionária.

O escândalo político e financeiro que ligou a anciã ao ministro teve origem no conflito entre Bettencourt e a filha sobre a gestão da imensa fortuna.

A casa da herdeira da L’Oréal foi revistada esta quinta-feira pela polícia.