Última hora

Em leitura:

Prisioneiro cubado libertado voa para os EUA


Cuba

Prisioneiro cubado libertado voa para os EUA

O ex-prisioneiro político cubano Ariel Sigler Amaya, que ficou paraplégico na prisão, chegou ontem à noite com um visto humanitário aos Estados Unidos.

Sigler aterrou no aeroporto internacional de Miami vindo directo de Havana, e foi recebido por funcionários e políticos locais junto com integrantes da diáspora cubana que vestiam camisas com o rosto do prisioneiro político falecido, Orlando Zapata Tamayo.

Sigler, de 47 anos e que era boxer, foi libertado em junho com uma licença extrapenal por seu precário estado de saúde, e sua libertação foi o primeiro resultado do diálogo entre o Governo de Raúl Castro e a Igreja Católica, com mediação da Chancelaria da Espanha.

Além de Ariel Sigler, o Governo cubano já libertou 20 presos políticos que se encontram na Espanha e se comprometeu a libertar os outros em um prazo máximo de quatro meses.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

A polícia francesa fez uma descoberta macabra no norte do país