Última hora

Última hora

Fogo mata 23 pessoas na Rússia

Em leitura:

Fogo mata 23 pessoas na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Sobe para 23 o número de mortos em consequência dos incêndios florestais na Rússia.

Na localidade de Mokhovoie, próximo de Moscovo, foram encontrados os corpos de seis habitantes, aqui arderam 15 casas.

Na região de Riazan, a 200 km da capital, mais três pessoas perderam a vida. Em Lipetsk um soldado da paz também foi apanhado pelas chamas e três pessoas estão gravemente feridas.

Os números aumentam e a situação é agravada pelos fortes ventos que se fazem sentir desde quinta-feira.

Vladimir Putin deslocou-se esta manhã ao terreno. A apreensão e desespero dos populares é visível.

Numa conversa com uma habitante, o Primeiro-ministro russo garantiu que as casas serão reconstruídas até ao Inverno e prometeu a transferência de cerca de 2200 euros, por pessoa, para a sua reconstrução.

As populações vêem os seus bens serem destruídos de repente e sentem-se impotentes perante a força das chamas alimentadas pelas altas temperaturas que se fazem sentir.

Uma senhora fala do intenso calor. Diz que gritou aos vizinhos para que agarrassem no passaporte e num telefone e fugissem.

Uma outra explica que ligou para o número de emergência e que lhe disseram que não tinham meios, que fizessem eles alguma coisa.

São temperaturas anormais as que se sentem na Rússia e, em particular, em Moscovo. Todos os dias, segundo os bombeiros, registam-se 150 incêndios que se propagam, rapidamente, também devido à situação de extrema seca.