Última hora

Última hora

Presidente do parlamento italiano recusa demitir-se

Em leitura:

Presidente do parlamento italiano recusa demitir-se

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do parlamento italiano mantém-se firme e diz que não vai demitir-se do cargo, conforme exigiu ontem o primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

Gianfranco Fini mostra-se pronto para a guerra com o antigo aliado e contra-ataca com a ameaça de constituir um novo partido que, segundo diz, pode retirar a maioria.

“Claro que não me vou demitir porque o presidente da Câmara dos Deputados deve garantir o respeito das regras e a condução imparcial do parlamento em vez de garantir a maioria que o nomeou”, disse Gianfranco Fini.

Nas últimas semanas, as tensões têm vindo a subir de tom dentro do partido Povo da Liberdade.

Berlusconi não reagiu bem às críticas do fundador da formação, Gianfranco Fini, sobre o projecto de lei do governo que proibia a publicação das escutas telefónicas.

Acabou mesmo por expulsar o antigo aliado.

Fini também confessou recentemente que tinha dúvidas se Berlusconi tinha mesmo intenções “reais” em combater a máfia.

Os analistas adiantam a possibilidade de eleições antecipadas. Fini tem ao lado pelo menos 35 deputados e 15 senadores.

Os dois políticos já estão a reunir com os apoiantes para definir estratégias. A avaliar pelo número de seguidores, Berlusconi deverá sair vencedor do duelo.