Última hora

Última hora

Chamas alastram ao oeste da Rússia

Em leitura:

Chamas alastram ao oeste da Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar das autoridades dizerem que estão a progredir no combate às chamas, a vaga de incêndios que se abateu sobre a Rússia continua a alastrar para o oeste do País.

Pelo menos 28 pessoas morreram e 3500 tiveram de abandonar as casas.

O presidente Dmitry Medvedev ordenou ao ministério da Defesa que mobilizasse o exército para o combate às chamas.

Face à dimensão da tragédia, a população tenta ajudar como pode, mas admite impotência.

Em apenas 24 horas, o fogo cobriu mais 30 por cento do território. Nas florestas, os reacendimentos são agora a principal preocupação, o que levou muitos a improvisarem equipas de bombeiros.

As famílias que habitam na rota dos fogos fazem as malas para fugir ao mínimo sinal de perigo.

Este é o mês de Julho mais quente em 130 anos na região de Moscovo, com a temperatura a atingir os 40 graus, ao que se junta uma situação de seca e ventos violentos.

Desesperados, muitos pedem ajuda divina.