Última hora

Última hora

Missa em memória das vítimas da Love Parade

Em leitura:

Missa em memória das vítimas da Love Parade

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade alemã de Duisbourg lembrou este sábado as 21 pessoas que morreram espezinhadas na semana passada, durante o festival de música electrónica Love Parade.

A chanceler Angela Merkel interrompeu as férias e deslocou-se ao noroeste do país para assistir à cerimónia religiosa na Igreja Luterana.

Christian Wulff, o presidente da República Federal, também prestou homenagem, juntamente com amigos e familiares das vítimas.

O presidente da câmara, Adolf Sauerland, e o organizador do evento, Rainer Schaller, não foram à missa, para evitar tensões.

A liturgia foi marcada pelas lágrimas de muitos presentes, à medida que o pastor Nikolaus Schneider recordou que a Love Parade se transformou numa “dança macabra”.

Mais de 500 pessoas ficaram feridas no mega-festival de música que trouxe visitantes de Itália, Espanha, Holanda, Bósnia e até da China. Pelo menos 25 continuam hospitalizadas.

Na cidade reina o silêncio e a consternação.

Hannelore Kraft, a primeira-ministra da Renânia do Norte-Vestfália, Estado onde se realizou o festival de música, pediu rigor nas investigações sobre a tragédia.

A governante exigiu que os envolvidos no inquérito actuem com “sentido do dever” no esclarecimento do tumulto.