Última hora

Última hora

Unesco eleva a Património Mundial 15 novos locais

Em leitura:

Unesco eleva a Património Mundial 15 novos locais

Tamanho do texto Aa Aa

Já são 900, os lugares considerados Património da Humanidade.
 
Reunida esta semana em Brasília, a UNESCO engrossou a lista com novas posições.
 
Imagem de marca da Holanda, os canais que atravessam a cidade de Amesterdão, reforçam o estatuto de “Veneza do Norte”, ambicionado desde 2006.
 
França também está na lista, com a cidade episcopal de Albi, no sudoeste do país.
 
O comité também ampliou a extensão de locais já inscritos como o sistema hidráulico de Oberhaz, na Alemanha, que se desenvolveu ao longo de 800 anos, desde a sua construção por um grupo de monges.
 
A Ásia não foi esquecida com os monumentos históricos de Dengfeng, na província chinesa de Henan. Um exemplo de edifícios antigos dedicados a actividades de carácter ritual, científico, tecnológico e educativo, diz a ONU.
 
Na lista também foi incluído o local arqueológico de Sarazm, no Tajiquistão, e o atol de Bikini, nas ilhas Marshall. Um local paradisíaco que ficou famoso por ser palco dos testes com bombas nucleares americanas durante a Guerra Fria.
 
Os resquícios desse tempo continuam a atrair a curiosidade internacional.