Última hora

Última hora

Asif ali Zardari: "França sente Paquistão como parceiro responsável"

Em leitura:

Asif ali Zardari: "França sente Paquistão como parceiro responsável"

Tamanho do texto Aa Aa

Houve um aperto de mão, sorrisos, mas o presidente francês não efectuou qualquer declaração no final do encontro com o homólogo paquistanês. Asif Ali Zardari acabou, então, por dizer o que a França não disse, depois de terem sido divulgadas ligações entre o Paquistão e os talibãs que combatem as forças internacionais no Afeganistão.

“A França sente que o Paquistão é um parceiro responsável no mundo e tenho a palavra do presidente Sarkozy de que vai visitar o Paquistão no final deste ano”, garantiu Zardari.

De Paris, o presidente paquistanês segue para Londres, onde se vai encontrar com o primeiro-ministro britânico, na sexta-feira. Dias depois de, em Nova Deli, David Cameron ter acusado o Paquistão de jogo duplo e de exportar o terrorismo para a Índia e para o Afeganistão.

As declarações de Cameron deixaram os paquistaneses furiosos. Os serviços secretos cancelaram uma visita ao Reino Unido. E, em Karachi, manifestantes queimaram um boneco representativo do primeiro-ministro britânico.