Última hora

Última hora

Situação continua incontrolável na Rússia

Em leitura:

Situação continua incontrolável na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

O fogo ameaça a central nuclear de Sarov mas as autoridades garantem que todo o material radioactivo e explosivo foi evacuado.

Um incêndio numa base das forças militares navais, em Kolomen, arredores de Moscovo, terá levado, Dmitri Medvedev, a demitir altas patentes da Armada. O presidente considera que a Marinha não consegue defender-se a si própria.

O chefe de estado viu-se obrigado a interromper as férias para acompanhar a situação. Esta manhã presidiu a uma reunião de emergência, numa altura em que já morreram 48 pessoas.

É, de facto, dramática a situação que se vive aqui, o calor não dá tréguas e dificulta o trabalho dos homens que estão no terreno. São sete as regiões da Federação Russa em estado de emergência devido aos incêndios florestais. Uma medida também em vigor, de forma parcial, noutras seis.

Uma habitante de uma zona rural diz que a turfa está a arder e afirma que é muito difícil impedi-lo e é perigoso, por isso não sabe se vão conseguir salvar a aldeia.

Dezenas de milhares de bombeiros, militares e equipas de socorro combatem as chamas que devastam milhares de hectares de terreno desde o início de Julho. Itália já enviou dois aviões Canadair para ajudar. Enquanto isso, Moscovo está a braços com índices de poluição recorde.