Última hora

Em leitura:

Vaca clonada entrou na cadeia alimentar no Reino Unido


Reino Unido

Vaca clonada entrou na cadeia alimentar no Reino Unido

Depois do leite, a carne de animais clonados. A agência britânica para a segurança alimentar (FSA) reconheceu que pelo menos uma cria de uma vaca clonada entrou na cadeia alimentar, em Julho de 2009. A carne foi vendida na Escócia, mas a comercialização de um outro animal clonado foi proibida há poucas semanas.

As revelações da FSA são o resultado de um inquérito, lançado depois de um agricultor britânico ter reconhecido a venda de leite de animais clonados.

Face aos receios, o professor Brendan Curran, da Universidade londrina de Queen Mary, defende que
“durante vários anos, na América, foram analisados o leite e a carne de animais clonados e os testes revelaram que são idênticos aos dos animais normais”.

As autoridades garantem que não riscos para a segurança alimentar, mas a produção de alimentos a partir de animais clonados é controversa e aumentam os receios sobre o uso generalizado desta técnica.

Peter Stevenson, de um grupo de pressão que luta contra a agricultura industrial, denuncia a tendência: “As vacas são abatidas de forma prematura depois de apenas três ciclos leiteiros. Estamos a afastar-nos de uma produção diária tradicional para a produção hiper-industralizada. A clonagem vai apenas piorar a situação”.

Na União Europeia, não é proibida a importação de sémen de animais clonados, mas o leite e a carne só podem ser vendidos com uma autorização prévia. Para tornar a situação clara, em Julho, o Parlamento Europeu defendeu a proibição.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Atentado contra Ahmadinejad desmentido