Última hora

Última hora

Catástrofe humanitária no Paquistão

Em leitura:

Catástrofe humanitária no Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

As piores inundações dos últimos 80 anos no Paquistão estão transformadas numa catástrofe humanitária e económica.

Pelo menos 1500 pessoas morreram e mais de 3 milhões estão a sofrer as consequências das fortes chuvas.

Há falta de alimentos, as condições sanitárias degradam-se de dia para dia. As epidemias são agora uma das grandes preocupações.

Um médico explica que a maior parte dos pacientes que chegam ao hospital improvisado sofrem de gastroenterites, infecções respiratórias e problemas de pele. Acrescenta que a causa da maioria é a água suja das inundações.

Água potável, alimentos e ajuda sanitária são as prioridades. Em algumas cidades a entrega de mantimentos está a provocar violência.

Os serviços meteorológicos locais prevêem chuvas fortes nos próximos dias em algumas províncias e inundações em zonas já fustigadas pela intempérie. Em Islamabad esperam-se fortes tempestades.

No terreno, enquanto se critica a ausência do Presidente Zardari, em visita a diversos países da Europa, as populações começam o trabalho de reconstrução.

União Europeia e Estados Unidos prometeram apoio. A China já enviou um avião com ajuda humanitária.