Última hora

Última hora

Fuga de petróleo quase estancada

Em leitura:

Fuga de petróleo quase estancada

Tamanho do texto Aa Aa

Primeira avaliação é positiva e as expectativas de estancar a fuga de petróleo no Golfo do México são maiores.

Um dia depois de começar a injecção de lodo com resultados encorajadores, a BP anunciou que vai misturar-lhe agora cimento.

A Casa Branca, que tem usado de grande prudência, já saudou os resultados das primeiras 24 horas.

O presidente Barack Obama, em dia de aniversário, admitiu que se pode estar perto do fim de um pesadelo que vai a caminho do quarto mês.

Mas o responsável pela guarda costeira, Thad Allen, diz que esta é apenas uma fase de um trabalho muito democrado. Ainda há muito para fazer:

“Queremos reafirmar às pessoas da costa do golfo e a população do país que esta é apenas uma das fases do que temos de fazer, quando estamos perante um derrame de petróleo. Não é apenas a água e a limpeza da praia. Temos que reparar os danos de longo prazo, no meio ambiente. Há ainda muito trabalho a fazer mas a natureza do trabalho vai mudando”.

Esta fase devia estar concluída a 15 de Agosto. Mas a BP já corrigiu a previsão e diz agora que os trabalhos se vão prolongar até ao fim do mês.

Mais de 100 dias de derrame constante de petróleo provocaram a maior maré negra da história dos Estados Unidos.