Última hora

Última hora

Naomi Campbell testemunha no julgamento de Charles Taylor

Em leitura:

Naomi Campbell testemunha no julgamento de Charles Taylor

Tamanho do texto Aa Aa

Naomi Campbell testemunhou esta manhã perante os juizes do Tribunal Especial para a Serra Leoa.

O testemunho da ex-top-model decorre no âmbito do processo contra o antigo presidente da Libéria, Charles Taylor, acusado de crimes de guerra.

Campbell confirmou perante o colectivo de juizes ter recebido diamantes brutos da mão de dois desconhecidos depois de um jantar onde também esteve presente o ex-líder da Libéria, episódio que contou às pessoas que a acompanhavam:

Juiz: “Diga-nos, então, ao pequeno almoço, quando estava com a Mia Farrow e a Carol White, o que é que lhes disse exactamente?

Naomi Campbell: “Disse-lhes exactamente o que aconteceu. A meio da noite bateram à minha porta, eu fui abrir e deram-me uma bolsa e disse-lhe a elas o que já lhe disse a si e uma delas – não sei qual – respondeu-me: é óbvio que foi o Charles Taylor”.

O episódio passou-se em 1997, por ocasião de um jantar oferecido por Nelson Mandela a diversas personalidades envolvidas na defesa dos Direitos Humanos.

Charles Taylor está a ser julgado pelo tribunal de Haia por crimes cometidos na chamada “guerra dos diamantes” que mergulhou num conflito sangrento a Libéria e a Serra Leoa e durante o qual morreram mais de 250 mil pessoas.

Está acusado de 11 crimes, entre os quais assassínio, violação, mutilação, escravatura sexual e utilização crianças como soldados.

Taylor negou em tribunal qualquer contacto com diamantes. O testemunho de Naomi Campbell poderá servir para provar o contrário.