Última hora

Última hora

Quenianos aprovam a Constituição

Em leitura:

Quenianos aprovam a Constituição

Tamanho do texto Aa Aa

Os quenianos foram esta quarta-feira às urnas, para referendarem a nova constituição do país.

Os primeiros resultados indicam que a nova lei fundamental obteve uma vitória confortável.

As projecções atribuem-lhe uma votação superior a 66 por cento.

Um exercídio de cidadania, que os eleitores elogiam:

“Foi um muito, muito bom exercício. É como uma revolução e eu penso que é tempo para uma mudança. Penso que decidimos e a mudança é um imperativo. Se você não mudar, a mudança muda-o a si”.

O presidente, Mwai Kibaki, foi um dos 12,5 milhões de elitores inscritos nos cadernos eleitores. Tal como o primeiro-ministro Raila Odinga.

Os dois estiveram em lados opostos, durante os conflitos étnicos de 2008 que mergulharam o país numa crise política profunda.

Das negociações de paz, saíu um acordo que previa a revisão da lei fundamental que, a partir de agora, descentraliza competências e garante as liberdades cívicas.