Última hora

Última hora

Rússia suspende exportações de trigo

Em leitura:

Rússia suspende exportações de trigo

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia decidiu suspender as exportações de trigo e produtos derivados, devido à queda nas colheitas, provocada pela onda de calor e pelos incêndios que estão a atingir o país.

O embargo entra em vigor a 15 de Agosto e vai durar, pelo menos, até ao final de Dezembro.

O primeiro-ministro, Vladimir Putin, justificou a decisão: “Face às invulgares elevadas temperaturas e à seca, parece-me justificado impor um embargo temporário às exportações russas de trigo e produtos derivados. É verdade que o stock que temos é suficiente: 9,5 milhões de toneladas, mas não devemos permitir que os preços dos alimentos subam no interior do mercado russo”.

A Rússia fornece 8% do trigo comercializado no mundo, sendo o terceiro exportador mundial. O cereal atingiu o valor mais alto em 23 meses, depois de Moscovo ter anunciado o embargo.

Aos agricultores afectados pela seca, Putin prometeu uma ajuda financeira total de 35 mil milhões de rublos, 890 mil euros.

“O tempo arruinou as nossas esperanças. Não há chuva. Tudo está a secar. O solo está rachado e até agora ainda não choveu aqui”, conta o director-geral da Vorobyovka Agro, Sergei Kryukov.

O líder da Igreja Ortodoxa Russa pediu mesmo aos fiéis para rezarem por chuva.