Última hora

Última hora

Incêndios alastram ao sul da Rússia

Em leitura:

Incêndios alastram ao sul da Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Os incêndios continuam a não dar tréguas na Rússia e neste momento são já 20 as regiões afectadas pelas chamas.
 
Os fogos alastraram do centro do país para a região de Rostov, no sul.
 
Alimentados pela turfa no solo, continuam a consumir uma vasta área de terreno, o que já motivou duras críticas contra o primeiro-ministro Vladimir Putin, que em 2006 reduziu o número de guardas florestais.
 
Perante a impotência dos bombeiros, vale a ajuda da população no combate a mais de 500 incêndios.
 
O presidente Dmitri Medvedev e primeiro-ministro Vladimir Putin tentam tranquilizar a Rússia perante uma tragédia histórica, que já matou pelo menos 50 pessoas.
 
Países como a vizinha Ucrânia, o Cazaquistão, Arménia, Itália e França, entre outros, já ofereceram ajuda.
 
O certo é que Moscovo está há uma semana sob uma intensa nuvem de fumo, com níveis de poluição cinco vezes superior ao normal.
 
Muitos moscovitas recorrem a máscaras para poderem circular nas ruas.
 
Com a multiplicação dos incêndios aumentou fortemente o nível de concentração de monóxido de carbono na atmosfera da capital. O vento transporta este ar irrespirável até mesmo aos corredores do metro.