Última hora

Última hora

Polónia vai extraditar espião da Mossad

Em leitura:

Polónia vai extraditar espião da Mossad

Tamanho do texto Aa Aa

A Polónia vai extraditar o espião da Mossad e falsificador de um passaporte alemão utilizado para o assassinato de Mahmud al-Mahbuh. O dirigente do Hamas foi morto num hotel no Dubai.

Berlim tinha emitido o mandado de captura contra o espião, a justiça polaca decidiu agora entregá-lo mas, como na Polónia a espionagem contra a Alemanha não é crime, só poderá ser julgado por falsificação de documentos. Pelo que a pena não será dura.

A advogada de defesa confirma o tipo de crime de que o seu cliente é acusado e acrescenta que será enviado para a Alemanha dentro de 10 dias.

Ninguém sabe como se chama este homem. Na Alemanha apresentou-se como Alexander Verin mas na Polónia foi capturado como Uri Brodsky.

Este agente da Mossad foi a peça chave para Michael Bodenheimer, mais um nome falso, também agente da Mossad, obter um passaporte alemão que lhe permitiu juntar-se aos agentes israelitas que assassinaram Mahmud al-Mahbuh.

Israel não comentou a decisão dos tribunais polacos mas tinha já pedido a extradição do acusado para que fosse julgado por um tribunal israelita.