Última hora

Última hora

Rússia: fumo continua a afectar Moscovo

Em leitura:

Rússia: fumo continua a afectar Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

O fumo envolve a famosa Praça Vermelha no centro de Moscovo.

Desde há vários dias que incêndios nas florestas e na turfa têm vindo a tornar o ar irrespirável na capital russa. Segundo o serviço de controlo da poluição, entre Sábado e Domingo registou-se uma ligeira melhoria das condições. No Sábado, os níveis eram seis vezes superiores ao normal, valor que no Domingo diminuiu para quatro vezes.

Os moscovitas não têm mãos a medir e vale tudo para alguns momentos de alívio.

Nos aeroportos, sucedem-se os voos cancelados. Cerca de dois mil passageiros aguardam pelos seus voos no aeroporto de Domodedovo. Os responsáveis afirmam que a má visibilidade é o principal problema.

“A situação é complicada. O mais importante é garantir a segurança dos voos. Todas as tripulações foram aconselhadas a cumprirem as regras mínimas, ou seja, não podem aterrar se não houver visibilidade mínima!”, afirmou Alexander Neradko, chefe da agência de transportes aéreos.

Os serviços de meteorologia não prevêem uma melhoria substancial das condições nos próximos dias.

Esta vaga de incêndios é a pior dos últimos 40 anos. Estima-se que pelo menos 52 pessoas já morreram e outras 3,500 ficaram sem casa.