Última hora

Última hora

Netanyahu remete comissão de inquérito para Ministro da defesa

Em leitura:

Netanyahu remete comissão de inquérito para Ministro da defesa

Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyahu remete para o Ministro da Defesa a resposta a muitas das questões colocadas pela comissão de inquérito sobre o ataque à Frota da Liberdade.

O Primeiro-ministro afirmou que se encontrava nos Estados Unidos quando o incidente aconteceu o que levou o Kadima, principal partido da oposição, a criticar as suas palavras.

No depoimento, Netanyahu, acusou ainda a Turquia de não ter ouvido os avisos de Telavive.

O porta-voz do primeiro-ministro garante que foram oferecidas, a Ancara, garantias de que a carga chegaria a Gaza, através de Israel, e que deveria ser entregue no porto local de Ashdod ou no de Al-Arish, no Egipto. Acrescenta que todas as iniciativas diplomáticas, como Netanyahu afirmou, falharam. Termina afirmando que as pessoas que viajavam no barco procuravam um confronto.

Netanyahu foi ouvido, esta segunda-feira, por uma das comissões vai analisar os factos ocorridos a 31 de Maio. Na altura morreram nove activistas que se dirigiam para Gaza com ajuda humanitária. Viajavam no barco turco que liderava a frota.

A embarcação já está na Turquia mas as autoridades acusam Telavive de pintar o barco para encobrir os buracos das balas.

Amanhã arranca a primeira comissão de inquérito da ONU. Israel já se mostrou disponível para cooperar mas recusa-se a fazer o mesmo em relação à que vai debater os direitos humanos.