Última hora

Última hora

Persistência do mau tempo agrava inundações no Paquistão

Em leitura:

Persistência do mau tempo agrava inundações no Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

A persistência das chuvas de monção particularmente fortes ameaça agravar a já catastrófica situação em território paquistanês.

Os serviços de meteorologia prevêem a continuação das violentas precipitações.

O primeiro-ministro Yusuf Raza Gilani deslocou-se às regiões afectadas para constatar os efeitos das piores inundações dos últimos oitenta anos, que já fizeram mais de 1600 mortos e dois milhões de desalojados, afectando cerca de 15 milhões de paquistaneses numa distância de mais de mil quilómetros, entre a região do Punjab, a noroeste, e a província de Sindh, a sul.

Uma vítima das cheias explica que a filha, ainda bébé, “está doente”. Diz que não tem “uma casa ou tenda para viver” e limita-se a sobreviver ao relento com a família.

Marinha e Exército assumem um papel primordial nas operações de resgate, com o envio de navios para procurar sobreviventes nas zonas devastadas e helicópteros para levar ajudas aos mais afectados.

Organizações humanitárias estrangeiras dizem que o mau tempo está a dificultar as operações. As chuvas torrenciais também estão a afectar países vizinhos, como a Índia e o Afeganistão.