Última hora

Última hora

ONU pede ajuda internacional para o Paquistão

Em leitura:

ONU pede ajuda internacional para o Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

Seis dos 14 milhões de pessoas afectadas pelas cheias no Paquistão precisam de ajuda para sobreviver. É face a uma catástrofe humanitária sem precedentes que a ONU se prepara para fazer um apelo à generosidade internacional.

As necessidades não são apenas imediatas. As cheias destruíram culturas e os impactos económicos vão fazer-se sentir a longo prazo.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, recorda que têm também de dar assistência a médio e a longo prazo, que será uma tarefa importante e prolongada. “Apelo aos doadores para que apoiem de forma generosa o Paquistão nestes tempos difíceis”, disse Ban Ki-moon.

As chuvas já afectaram oito por cento da população do Paquistão e o número de mortos ronda os 1500. Na Índia contam-se 150 mortos na região de Lakhar.

No Paquistão é cada vez maior o descontentamento face ao governo e ao presidente Zardari, que regressa apenas agora da viagem à Europa.

Um habitante de Nowshera afirma: “Tudo o que tenho a dizer de Zardari é que as nossas casas estão a cair e que o governo nem se preocupa. Um governo é suposto ser como um pai. Se um pai abandona os filhos em dificuldades e parte em viagem é escandaloso”.

No terreno, é sobretudo visível a acção de organizações caritativas islâmicas, próximas dos radicais. O que preocupa os Estados Unidos, cujos meios aéreos têm sido usados para o salvamento de pessoas.