Última hora

Última hora

Paquistão: situação mais grave do que o tsunami de 2004 e o terremoto de 2005

Em leitura:

Paquistão: situação mais grave do que o tsunami de 2004 e o terremoto de 2005

Tamanho do texto Aa Aa

Será preciso um esforço internacional considerável para que o Paquistão recupere das inundações que devastaram uma grande parte do país.

A ONU vai lançar um apelo a centenas de milhões de dólares em ajudas de urgência, depois de classificar a catástrofe como mais grave do que o tsunami de 2004 no Oceano Índico.

O primeiro-ministro paquistanês disse, por seu lado, que “a destruição é bastante maior do que no terremoto de 2005” no país e apelou à ajuda internacional face às perdas “irreparáveis”.

Os Estados Unidos ofereceram mais de 40 milhões de dólares em assistência financeira, bem como bens de primeira necessidade e helicópteros que, segundo a Casa Branca, já salvaram mais de mil vidas.

Os deslizamentos de terra isolaram várias regiões e complicam o trabalho das organizações humanitárias.

As inundações no Vale de Swat, no Punjab e na província de Sindh fizeram mais de 1600 mortos e afectam 15 milhões de paquistaneses.

As intempéries devastaram também a região himalaica de Ladakh, na vizinha Índia. O balanço oficial é de 165 mortos mas as autoridades indianas lembram que centenas de pessoas continuam desaparecidas. Milhares de soldados e polícias colaboram nas operações de socorro.