Última hora

Última hora

Egipto patrocina turismo durante o Ramadão

Em leitura:

Egipto patrocina turismo durante o Ramadão

Tamanho do texto Aa Aa

Esta quarta-feira marcou, para a maioria dos muçulmanos, o início do Ramadão.

A euronews esteve no Egipto para acompanhar a entrada no mês santo, que aqui é assinalada pelo Festival das Lanternas, uma iniciativa destinada a motivar o turismo durante o período do jejum islâmico.

Importante símbolo para os egípcios, as lanternas dividem as atenções da população nas estantes com os alimentos comprados para permitir, caída a noite, equilibrar a proibição de comer durante o dia.

Este egípcio queixa-se dos preços elevados, que se notam inclusivamente “no pão, depois da Rússia ter interrompido as exportações de trigo” para o país.

Mas outro cliente diz que “é normal que os preços sejam mais elevados do que no ano passado”.

Quanto aos turistas não muçulmanos, esses notam uma característica normal no mês do Ramadão: a falta da tradicional confusão e burburinho nos mercados da parte velha do Cairo.

Este espanhol sublinha que há “menos tráfego e os bares e cafés estão vazios”.

Outa turista diz que se vêem “menos pessoas e estão todos mais calmos”.

O Ramadão coincide este ano com a época alta do Verão, o que motivou as autoridades egípcias a explorarem a situação e a patrocinarem as actividades turísticas em várias partes do Cairo.