Última hora

Última hora

Paquistão: Prejuízos astronómicos na agricultura

Em leitura:

Paquistão: Prejuízos astronómicos na agricultura

Tamanho do texto Aa Aa

No Paquistão a reparação dos estragos causados à agricultura pelas cheias custará milhares de milhões de dólares, afirmam responsáveis das Nações Unidas.

As inundações mataram mais de 1600 pessoas e obrigaram cerca de dois milhões de habitantes a abandonarem as casas. Ao todo foram 14 milhões de pessoas a sofrerem os efeitos das cheias na bacia do rio Indo.

Muitos dos sobreviventes queixam-se da falta de ajuda do governo paquistanês: “O Ramadão está aí e não recebemos nada. Estamos perplexos, o que vamos comer antes e depois do jejum? Muitos de nós não vão ter nada. Devia ser o próprio governo a vir dar-nos alimentos. Esta não é a forma correcta de lidar com o problema”, desabafa uma mãe de família revoltada

Entretanto, durante esta noite o governo dos Estados Unidos anunciou a deslocação para a costa do Paquistão de um porta-helicópteros, que irá disponibilizar 19 aparelhos para operações de ajuda às vítimas, triplicando assim o número de helicópteros envolvidos na distribuição de alimentos.

A Austrália também começou a enviar auxilio para o Paquistão a partir da base aérea de Amberley, nos arredores de Brisbane.

O auxílio inclui tendas, kits para bebé, geradores e tabletes de purificação de água.