Última hora

Última hora

Portugal: Combate aos incêndios reforçado com dois Canadair

Em leitura:

Portugal: Combate aos incêndios reforçado com dois Canadair

Tamanho do texto Aa Aa

Os incêndios não dão tréguas em Portugal. Esta quarta-feira, as chamas ameaçaram os parques naturais da Peneda-Gerês, da Serra da Estrela e de Sintra. Ao início da noite, continuavam a lavrar 28 fogos significativos.

O dia mobilizou mais de 7000 bombeiros. Uma luta incessante que conta com novos reforços. Já chegaram ao país dois aviões Canadair, ao abrigo da colaboração europeia no combate aos incêndios.

Mas começa a ser preciso combater o cansaço. “Está toda a gente exausta”, admite Abreu Silva, dos Bombeiros Voluntários de Fajões, Oliveira de Azeméis. “Já não há forças. Há gente a combater fogos há mais de 48 horas seguidas”, completa.

Uma luta difícil contra as chamas. Esta quarta-feira, dois bombeiros ficaram gravemente feridos quando o carro de combate a incêndios capotou.

Desde o início do mês, arderam 18 hectares de floresta e matas. Dois bombeiros perderam a vida.

O ministro do Agricultura admitiu, entretanto, que o Estado poderá vir a tomar conta das propriedades abandonadas e pediu à população para estar mais atenta na prevenção dos incêndios.