Última hora

Última hora

Portugal: Incêndios ateiam polémicas

Em leitura:

Portugal: Incêndios ateiam polémicas

Tamanho do texto Aa Aa

Em vez da passagem dos ciclistas, foi a passagem dos bombeiros. A sétima etapa da Volta a Portugal teve de ser encurtada devido aos fogos na Serra da Estrela.

No distrito da Guarda, três incêndios no concelho de Seia mobilizavam mais de trezentos homens. Em todo o país, eram cerca de 30 os incêndios que os bombeiros tentavam dominar durante a tarde.

Em alerta máximo, estavam vários distritos, como Viseu, Guarda, Braga ou Santarém.

A situação era preocupante no Parque Nacional da Peneda Gerez, onde o avanço das chamas ameaçava as casas. A localidade de Vilar de Soente, em Arcos de Valdevez, foi mesmo evacuada. Quase 100 pessoas foram retiradas do local.

Mas os fogos atearam também a polémica. Os autarcas denunciam falta de meios. Os técnicos da Protecção Civil acusam os municípios de falta de organização.

Entretanto, o ministro da Administração Interna anunciou que “dentro de dias” chegam mais dois meios aéreos que pertencem a particulares, além dos aviões Canadair que chegaram quarta-feira.

A Polícia Judiciária deteve dois homens por suspeita de terem ateado fogos em Chaves e Estarreja, elevando para 12 o número de incendiários detidos desde o início do ano.