Última hora

Última hora

China: Novos aluimentos fazem mais vítimas

Em leitura:

China: Novos aluimentos fazem mais vítimas

Tamanho do texto Aa Aa

As chuvas torrenciais na China voltaram a fazer vítimas. Novos aluimentos atingiram o noroeste do país, matando 29 pessoas em Gansu e Sichuan. 
 
A província de Gansu mal despertou da catástrofe do passado fim-de-semana, quando 1100 pessoas morreram e 600 foram dadas como desaparecidas na localidade de Zhouku.
 
Nas últimas horas, novo susto. A subida do nível das águas de um rio, na localidade de Chengxian, deixou 250 mil residentes face à ameaça de inundações.
 
Catástrofe natural ou consequência da industrialização desenfreada? Alguns observadores dizem que as barragens hidroeléctricas, a exploração mineira e a construção de estradas aumentaram os riscos de aluimentos.
 
Nas últimas horas, na província de Gansu, novos aluimentos provocaram, pelo menos, 24 mortos. Na vizinha Sichuan, houve registo de mais cinco vítimas e 500 pessoas ficaram isoladas numa região montanhosa.
 
Na província de Shaanxi, as inundações afectaram cem mil pessoas e 4600 tiveram de ser levadas para locais seguros.
 
As autoridades trabalham nas operações de buscas e estão preocupadas com a propagação de doenças.
As zonas de maior risco estão a ser evacuadas e os habitantes têm recebido tendas, comida e água engarrafada.
 
Estas são as piores cheias dos últimos 12 anos na China. Milhares de pessoas ficaram sem casa.