Última hora

Última hora

Chuva e lama continuam a matar, na China

Em leitura:

Chuva e lama continuam a matar, na China

Tamanho do texto Aa Aa

Novo aluimento de terras na China matou mais cinco pessoas e deixou 500 sem abrigo, na região de Gansu.
 
Um drama que começou em Maio, com as mais severas chuvas, dos últimos 12 anos.
 
A força das águas arrasta e destroi tudo.
  
Só  nesta região, há a lamentar mais de 1100 mortos e 600 desaparecidos.
 
As lamas que se desprendem das zonas mais altas invadem residências, deixando milhares de pessoas sem abrigo.
  
Na região de Zhouqu, a lama matou pelo menos nove pessoas e 50 mil  foram retiradas das suas casas, para escaparem à agressividade das lamas.
  
Desde o incio das chuvas, já morreram 3400 pessoas.
 
As infra-estruturas também nâo resistem à fúria da natureza.
 
Teme-se que os números possam bater o recorde de 1998. Nessa data, morreram 4 mil pessoas e 140 mil foram deslocadas.