Última hora

Última hora

Portugal: Aldeia evacuada face ao avanço das chamas

Em leitura:

Portugal: Aldeia evacuada face ao avanço das chamas

Tamanho do texto Aa Aa

O incêndio que rodeia desde terça-feira a aldeia de Vilar de Soente, em Arcos de Valdevez, recuou, mas não dá tréguas aos bombeiros.

Ao final da noite desta quinta-feira, a maioria dos habitantes aguardava poder regressar a casa. Cerca de cem tiveram de abandonar a localidade devido à ameaça das chamas e foram levados para um local seguro no Parque da Peneda-Gerês.

“O fogo aproximou-se bastante. Havia quatro avionetas a tentar apagar o fogo, mas havia muito vento. Os bombeiros tentaram… mas foi muito difícil”, conta um residente de Vilar de Soente.

Além do impacto ambiental e da ameaça directa sobre as casas, os incêndios florestais estão a afastar os turistas do Gerês.

“Vinha por uma semana, sete dias. Mas com tanto fumo e tanto mau cheiro, vamos ter de ir embora em breve”, admite um turista.

Ao início da noite desta quinta-feira, continuavam activos cerca de 30 incêndios. Viana do Castelo era o distrito com mais fogos, mas Seia, na Guarda, era o concelho com o maior número de incêndios.