Última hora

Última hora

HRW acusa forças quirguizes de violência contra uzbeques

Em leitura:

HRW acusa forças quirguizes de violência contra uzbeques

Tamanho do texto Aa Aa

A organização não-governamental Human Rights Watch acusa as forças armadas do Quirguistão de terem sido cúmplices da violência contra a minoria uzbeque em Junho. A ONG acusa os militares de não terem protegido a etnia uzbeque e de terem torturado as pessoas detidas.

O relatório, apresentado esta segunda-feira em Moscovo, revela que as forças armadas foram mesmo parte activa da violência contra a minoria.
Uma das autoras do trabalho cita testemunhos segundo os quais “veículos blindados abriram caminho para que homens armados derrubassem as barricadas que protegiam os bairros uzbeques, disparando contra residentes e permitindo a entrada aos quirguizes para roubar e incendiar as casas da etnia rival”.

As violências interétnicas de Junho causaram 370 mortos e 400 mil desalojados no sul do país, sobretudo em Osh e Jalalabad.

No início do mês, a presidente Rosa Otunbaieva afirmou, em entrevista, que as forças de ordem admitiram ter cometido abusos. O Quirguistão procura a estabilidade desde a revolução que depôs o presidente Kurmanbek Bakiev, em Abril.