Última hora

Última hora

Iraque: Allawi e al-Maliki rompem negociações sobre coligação

Em leitura:

Iraque: Allawi e al-Maliki rompem negociações sobre coligação

Tamanho do texto Aa Aa

Fim das negociações entre Iyad Allawi e Nuri al-Maliki… Pelo menos, por enquanto… O Bloco Iraquiano de Allawi rompeu as conversações para formar governo com a Aliança de Estado de Direito do primeiro-ministro cessante, al-Maliki. A razão é simples: al-Maliki afirmou, na televisão, que o partido de Allawi é um bloco sunita. Mas este assume-se como um “projecto nacional”, tendo um líder xiita. Agora, exige desculpas formais.

Cinco meses depois das eleições legislativas, o Iraque continua sem governo e, em Julho, a violência cresceu para níveis de há dois anos. As províncias de Diyala, Bagdad e Ninive são palco dos atentados mais frequentes.

Os ataques põem a nu a insegurança e a instabilidade no país, a duas semanas do fim da ocupação militar norte-americana. No território, vai ficar uma força transitória de 50 mil soldados, que se deve limitar a treinar as forças de segurança iraquianas.