Última hora

Última hora

Conversações para formar governo na Bélgica prolongam-se

Em leitura:

Conversações para formar governo na Bélgica prolongam-se

Tamanho do texto Aa Aa

Dois meses depois das eleições legislativas, a Bélgica continua sem governo e todas as esperanças recaem em Elio Di Rupo.
 
Peça-chave na mediação do impasse político, o líder socialista francófono vai prolongar as conversações com os separatistas flamengos.
 
A garantia foi dada pelo próprio rei Alberto II, desmentindo os rumores que davam por terminado o processo de mediação.
 
A 13 de Junho, o partido nacionalista flamengo ganhou, sem maioria absoluta, as eleições legislativas. Bart de Wever, o líder da Nova Aliança Flamenga, anunciou que abdica do cargo de primeiro-ministro se o próximo governo transformar a Bélgica numa confederação.
 
Di Rupo pode tornar-se o novo chefe do governo, mas a tarefa de formar coligação revela-se difícil, num país dividido por questões linguísticas, que assume desde 1 de Julho a presidência rotativa da União Europeia.