Última hora

Última hora

Escândalo sobre ligações entre exército turco e PKK

Em leitura:

Escândalo sobre ligações entre exército turco e PKK

Tamanho do texto Aa Aa

Familiares de soldados turcos mortos em ataques do grupo armado curdo PKK apresentaram queixas-crime contra o Estado-Maior do Exército. Acusam-no de negligência e de traição.

As queixas surgem depois da divulgação, pelos “media”, de um vídeo que mostra que os oficiais seguiram um ataque em directo, a 20 de Julho, sem alertar os soldados no terreno nem enviar reforços.

O advogado das famílias explica que “há suspeitas de negligência e de traição e que, se as queixas forem analisadas, conclui-se que a morte dos soldados não foi apenas a consequência de uma simples negligência mas de uma acção organizada”.

O Estado-Maior do Exército negou ter tido conhecimento prévio de vários ataques, mas não comentou as imagens do ataque de 20 de Julho, que matou sete soldados.

Os jornais turcos divulgaram, ainda, conversas telefónicas e vários detalhes sobre alegadas ligações entre o exército e o PKK, considerado como um grupo terrorista pela Turquia, Estados Unidos e União Europeia.