Última hora

Última hora

Activistas anti-tauromáquicos manifestam-se em Bilbau

Em leitura:

Activistas anti-tauromáquicos manifestam-se em Bilbau

Tamanho do texto Aa Aa

O desenho de um touro ferido foi a forma escolhida por 150 activistas para pedirem o fim da tauromaquia no País Basco. Quase nus, pintados de negros e vermelho: os militantes anti-corrida querem que a região siga o exemplo da Catalunha, que há três semanas proibiu as corridas a partir de 2012.
 
Alicia Gascon, porta-voz de Anima Naturalis, uma das associações envolvidas no protesto, diz que acreditam “que as regiões, como o País Basco, podem também proibir as corridas de touros a curto e médio prazo. Sabemos que a sociedade basca é cada vez mais sensível e rejeita os maus-tratos de animais”. 
 
O protesto decorreu ontem à porta do museu Guggenheim, em Bilbau, e marcou o início da grande semana de tauromaquia da cidade. Em nove dias vão ser mortos 54 touros.
 
Uma turista diz estar surpreendida com o protesto, pois “pensava que os habitantes da região eram grandes aficionados”.
 
Em Bilbau, os activistas mantêm-se mobilizados. Para este domingo está marcada para a cidade uma nova corrida de touros e uma nova manifestação.