Última hora

Última hora

Novas inundações na Paquistão

Em leitura:

Novas inundações na Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

Paquistão mergulhado numa segunda vaga de inundações – três semanas depois da tragédia, as águas voltaram a fustigar o país.

Meio milhão de pessoas foram fortemente atingidas, este sábado. Nalguns casos, perderam tudo o que tinham, incluindo casas.

O governo não tem respostas para tantas solicitações.

A ajuda internacional é insuficiente e as dificuldades de distribuição são evidentes.

As águas inundaram a região de Sindh.

A mobilidade faz-se exclusivamente por água, numa área com uma extensão equivalente ao território da Itália.

Um morador diz que preferia morrer:
“Eu prefiria morrer, é muito melhor do que sobreviver. É melhor morrer que ficar sem abrigo. Depois de morto, não há preocuopações, não há problemas. Agora, estamos a viver na miséria, a água levou tudo”.

Há oito milhões e meio de pessoas em situação de carência extrema e a vida económica paralisada.