Última hora

Última hora

Terminou o sequestro de um autocarro nas Filipinas

Em leitura:

Terminou o sequestro de um autocarro nas Filipinas

Tamanho do texto Aa Aa

Ao final de doze horas, terminou o sequestro de um autocarro de turistas em Manila, nas Filipinas. Pelo menos quatro reféns saíram com vida. Um porta-voz da polícia indicou que há vários feridos e que, pelo menos, oito reféns morreram. O autor do sequestro foi abatido pela polícia. 
 
Horas antes, nove passageiros tinham sido libertados, mas dezasseis continuavam no autocarro. O motorista conseguiu escapar pela janela. A maior parte dos reféns são turistas de Hong Kong.
 
O autor do sequestro era um antigo inspector da polícia, identificado como Rolando Mendoza, que exigia ser readmitido. Perdeu o trabalho em 2008, depois de ter sido acusado de roubo, extorsão e outros crimes ligados à droga. Em 1986, o indivíduo foi distinguido como um dos dez melhores polícias do país.
 
O autocarro encontrava-se parado perto de um parque quando o homem entrou armado com uma espingarda. O veículo foi isolado e ficou rodeado pela polícia.  O sequestrador ameaçava matar os reféns se as forças policiais se aproximassem. A polícia acabou por avançar, num assalto que durou cerca de uma hora.