Última hora

Última hora

Encontradas caixas negras do avião da Embraer que caiu na China

Em leitura:

Encontradas caixas negras do avião da Embraer que caiu na China

Tamanho do texto Aa Aa

Na China, as equipas de resgate encontraram as caixas negras do avião comercial da Embraer que caiu esta terça-feira. A equipa que investiga o caso poderá assim recolher pistas importantes na descoberta das razões que levaram ao acidente.

As autoridades corrigiram entretanto o número de mortos. 42 pessoas perderam a vida e 54 sobreviveram. De acordo com o vice-presidente da cidade de Yichun, três feridos estão em estado crítico.

O aparelho, um Embraer ERJ-190 da Henan Airlines, saiu da pista durante as manobras de aterragem, separou-se em dois e incendiou-se.

O acidente aconteceu em Yichun, uma pequena cidade no nordeste da China. Cerca de uma hora antes, o avião tinha partido de Harbin, a capital da província de Heilongjiang.

O vice-primeiro-ministro chinês, Zhang Dejiang, deslocou-se esta quarta-feira a um hospital da região para prestar apoio às vítimas e levou a promessa de uma investigação célere ao caso.

Desconhecem-se para já as causas do acidente. Uma das hipóteses avançadas pelas autoridades é que o despiste possa ter sido provocado pela neblina que cobria o aeroporto, durante a aterragem.

A empresa brasileira Embraer anunciou que vai participar nas investigações.

O aeroporto de Yichun abriu em 2009. É um dos vários aeroportos inaugurados nos últimos anos para apoiar o desenvolvimento económico do país.