Última hora

Última hora

Presidente filipino "refém" dos erros da polícia nacional

Em leitura:

Presidente filipino "refém" dos erros da polícia nacional

Tamanho do texto Aa Aa

Hong Kong repatriou os cadáveres dos 8 cidadãos mortos durante o sequestro de um autocarro nas Filipinas, na segunda-feira.

A bordo do avião que chegou esta tarde ao território, seguiram também os 25 sobreviventes.

As autoridades declararam o luto no território até ao final da semana, ao mesmo tempo que tentam conter a revolta de alguns cidadãos que apelaram na Internet a represálias contra os imigrantes filipinos no país.

Em Manila, o presidente Benigno Aquino voltou a apelar à compreensão da China.

“Nós estamos a tentar corrigir algumas deficiências que detectamos na actuação da polícia. Nunca imaginámos que o sequestro terminasse desta maneira e quero sublinhar que a nossa principal prioridade sempre foi a de proteger todos os reféns”.

A polícia filipina admitiu ontem ter cometido vários erros durante a operação para neutralizar o sequestrador do autocarro de passageiros.

As forças especiais hesitaram durante quase uma hora antes de abater o autor do sequestro, um ex-polícia.

Pelo menos quatro oficiais envolvidos na operação foram suspensos das suas actividades enquanto durar o inquérito aberto pelo governo.