Última hora

Última hora

ONU pede à França que evite expulsões colectivas de ciganos

Em leitura:

ONU pede à França que evite expulsões colectivas de ciganos

Tamanho do texto Aa Aa

A ONU dá um puxão de orelhas à França pela expulsão de ciganos. O Comité para a Eliminação da Discriminação Racial pede a Paris que evite as expulsões colectivas e diz estar preocupado com os discursos racistas dos políticos franceses.

Desde o início do ano, a França já expulsou mais de oito mil ciganos. Paris fala de partidas voluntárias. Cada um recebeu 300 euros, mais cem euros por criança.

O vice-presidente do Comité da ONU, Pierre-Richard Prosper, defende que “é necessária uma solução europeia. Há leis nacionais, há políticas europeias que devem ser tidas em conta. Pedimos à França que tenha isso em consideração nos esforços que desenvolve”. A França já respondeu e garante que respeita de forma rígida a legislação europeia.

O Vaticano considera as expulsões de ciganos como um “novo Holocausto”. Perseguições de uma minoria que já tem de fazer face a difíceis condições de vida.

Em Roma, em Itália, um incêndio matou ontem um menino de três anos. O irmão de quatro meses corre risco de vida. Os pais ficaram feridos. Os investigadores falam de incêndio acidental.

No bairro de lata, cuja demolição deveria continuar esta sexta-feira, moravam 150 ciganos da Roménia.