Última hora

Última hora

Situação agrava-se no sul do Paquistão

Em leitura:

Situação agrava-se no sul do Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

Um mês depois do começo das inundações no Paquistão a situação continua a agravar-se.

A ONU admite que a catástrofe adquiriu dimensões colossais. Apesar de, no norte, as pessoas começarem, lentamente a regressar às suas aldeias, mesmo havendo ainda inundações, no sul continuam a ser evacuadas. Em Sind, nas últimas 48 horas cem mil pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas.

Uma das vítimas destas inundações tem esperança no futuro. Chama-se Shoakat Hussain e afirma que depois do governo os ajudar eles poderão reconstruir as suas casas, para as suas crianças. Mas, ao mesmo tempo demonstra medo porque se aproxima a estação fria e pergunta-se como irão viver, sem médicos, água e alimentação.

Em Punjab o nível das águas desceu. Centenas de pessoas estão a voltar para comprovar o estado das suas casas e culturas.

Em Thatta a maioria da população abandonou as suas habitações. Uma brecha num dique libertou o rio Indo e está a ameaçar toda a região.

Segundo as Nações Unidas as inundações atingiram mais de 17 milhões de pessoas, há 5 milhões de desalojados e cerca de 1600 mortos.