Última hora

Última hora

Berlim critica declarações de executivo do Bundesbank sobre minorias

Em leitura:

Berlim critica declarações de executivo do Bundesbank sobre minorias

Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão criticou vivamente um membro da direcção do Banco Central, por novas declarações controversas sobre minorias do país.

Em entrevista ao jornal Welt am Sonntag, Thilo Sarrazin disse que “judeus e bascos têm um gene particular, diferente dos outros”.

Declarações “racistas e anti-semitas” e que “ultrapassam os limites da provocação”, segundo os responsáveis da diplomacia e da defesa.

O secretário-geral do Conselho Central de Judeus da Alemanha diz que Sarrazin “tenta empurrar as minorias umas contra as outras. Mas os judeus não serão polarizados contra outras minorias”.

Habituado a alimentar polémicas, o banqueiro social-democrata de 65 anos diz que não é racista, mas voltou a reiterar na imprensa alemã que a “cultura do Islão” é responsável pela dificuldade de integração dos imigrantes muçulmanos na Europa.