Última hora

Última hora

Tea Party no Lincoln Memorial no dia de Luther King

Em leitura:

Tea Party no Lincoln Memorial no dia de Luther King

Tamanho do texto Aa Aa

Foi no Lincoln Memorial, em Washington, no sítio e no dia em que Martin Luther King discursou em 1963, que representantes do Tea Party e apoiantes se manifestaram este sábado.

Glenn Beck, o organizador e conhecido apresentador de televisão, quis com o evento “restaurar a honra” perdida da América.

Sarah Palin mostrou o seu apoio à causa. “Com orgulho no vermelho, branco e azul, com gratidão para com os nossos homens e mulheres que usam uniforme, mantenhamo-nos unidos. Com honra vamos restaurar a América. Deus vos abençoe e Deus abençoe a América”, disse a ex-candidata à vice-presidência dos Estados Unidos.

Beck não conseguiu juntar centenas de milhares de pessoas, como Luther King e, como deixou escapar, que gostava de atingir, mas dezenas de milhares estiveram presentes para demonstrar descontentamento para com a administração Obama.

“Sentimos que o governo está fora de controlo, é grande demais e cresce de dia para dia criando um défice enorme que todos temos que suportar”, afirmou um dos participantes.

Noutro ponto da capital americana activistas dos direitos humanos celebravam o dia em que Martin Luther King fez um discurso que ficou para a história.

Para o reverendo Al Sharpton o sonho não foi alcançado. “Fizemos muitos progressos mas temos um longo caminho pela frente”, explica o também defensor dos direitos do homem.

O evento serviu também para condenar a manifestação organizada por Beck que acreditam ser uma distorção do sonho de Martin Luther King.