Última hora

Última hora

Negociações retomam na Bélgica para formar governo

Em leitura:

Negociações retomam na Bélgica para formar governo

Tamanho do texto Aa Aa

As negociações na Bélgica tendo em vista a formação de um novo governo continuam marcadas pela incerteza e instabilidade.

O líder socialista francófono belga, Elio Di Rupo, aceitou hoje continuar a tentativa de formar Governo, após a insistência do Rei Alberto II.

Depois de três horas de negociações o monarca recusou a dispensá-lo da função apesar do impasse das negociações.

Em conferencia de imprensa Di Rupo lembrou que cabe a cada um dos partidos assumir as suas responsabilidade sentando-se à mesa das negociações e discutir sobre o assunto da discórdia, a distribuição da riqueza entre estados federais e regiões linguísticas.

Encarregado a 09 de Julho de encontrar um acordo entre partidos o fracasso negocial parede inevitável face às divergências entre os partidos flamengos e francófonos.

Di Rupo procura conciliar as exigências dos flamengos de obter mais poder para Flandres e a apreensão dos francófonos, que temem que a região, mais pobre, venha a sofrer com a mudança e que o processo acabe numa divisão da Bélgica.

O chefe do partido separatista flamengo N-VA, que liderou as eleições de Junho, abandonou a missão em julho, declarando que não havia acordo em questões fundamentais, na altura cantaram no parlamento o hino flamengo em tom de provocação.