Última hora

Última hora

Começou perfuração para resgatar mineiros no Chile

Em leitura:

Começou perfuração para resgatar mineiros no Chile

Tamanho do texto Aa Aa

Os engenheiros responsáveis pelas operações de resgate dos 33 mineiros chilenos presos a 700 metros de profundidade, iniciaram esta segunda-feira os trabalhos para escavar um poço.

A perfuração, com recurso a uma escavadora gigante, a Strata 950, será feita em dois tempos. Uma conduta de 33 centímetros servirá de teste. Se tudo correr bem, será depois alargada para 66 centímetros.

Enquanto isso, os familiares e amigos mais próximos tentam manter em alta a moral dos mineiros, confinados a um refúgio húmido e sem luz, desde um deslizamento de terras, a 5 de Agosto. Alguns começam a exibir os primeiros sinais de depressão.

Os homens estão presos na mina de ouro e de cobre de San José, em Copiapo, a 800 quilómetros da capital, Santiago.

O governo chileno pediu ajuda a peritos submarinos e à NASA, já que especialistas médicos compararam a situação dos mineiros à de astronautas que cumprem longas missões na Estação Espacial Internacional.

O certo, nesta fase, é que as operações não devem estar concluídas antes do Natal.

O plano prevê que os homens sejam resgatados um a um, com recurso a uma cabine rígida, depois de preparados por salvadores, que deverão descer ao fundo da mina.

Para evitar o encadeamento, após vários meses de escuridão, os mineiros vão ter os olhos vendados.

Trarão também vestida uma roupa especial para evitar choques térmicos, já que estão submetidos a uma temperatura que ultrapassa os 32 graus. Serão ainda ligados a cintos de segurança e cada um estará em comunicação permanente com as equipas de socorro.