Última hora

Última hora

Mulçulmanos detidos por suspeita de terrorismo dizem-se inocentes

Em leitura:

Mulçulmanos detidos por suspeita de terrorismo dizem-se inocentes

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia holandesa deteve, no aeroporto de Amesterdão, dois muçulmanos provenientes dos Estados Unidos suspeitos de planearem um atentado terrorista.

Os dois homens foram identificados como Ahmed Mohamed Nasser al-Soofi, residente em Detroit (Michigan) e oriundo do Iêmen, e Hezam al-Murisi.

Os dois foram autorizados a embarcar no voo Chicago-Amsterdão apesar das suspeitas dos serviços de segurança sobre Al-Soofi.

“Era suposto eles terem viajado para Sana, no Iémen. As bagagens enviadas acabaram num voo interno para Washington. Nas malas foram encontrados telemóveis, um deles estava colado numa garrafa de plástico. Esses telefones foram encontrados nos Estados Unidos e ficaram lá”.

A polícia norte americana tinha revistado as bagagens, e encontrado um telemóvel amarrado a uma garrafa de pepto bismol (substância presente nas armas químicas encontradas no Iraque e na Coreia do Norte.

Os polícias não consideraram contudo esse material perigoso.

No aeroporto de Schipol a segurança foi reforçada e os passageiros sentem-se protegidos.

“Parece que esta luta nunca mais vai acabar. Penso que temos de ser vigilantes o tempo todo. eu viajo muito, e isto não vai mudar a minha vida, mas as pessoas devem estar atentas”.

Durante o interrogatório os homens disseram-se inocentes e explicaram que tentaram apenas fazer passar material electrónico e medicamentos para levar para casa.